Conselho da Faculdade discute projetos, ações acadêmicas e a vida financeira da Instituição de Ensino.

O Conselho Administrativo Superior (CAS) da Faculdade Municipal Professor Franco Montoro reuniu-se neste dia 20 de abril para sua reunião ordinária prevista no Regimento da instituição de Ensino.

O Conselho formado pela direção, coordenações de cursos, representantes docentes, representante discente e representante da comunidade discutiram assuntos importantes sobre a Franco Montoro.

Foram aprovados os projetos para os novos cursos de Música, Pedagogia e Medicina que já encontram-se em análise junto ao Conselho Estadual de Educação.

O CAS aprovou as atualizações na cobrança de documentos através de UFIM's já a partir do próximo semestre.

Foram instituídas 03 comissões de trabalho, sendo a primeira para fazer o estudo do déficit orçamentário e rever valores de mensalidades para o próximo ano letivo. A 2ª comissão fará o estudo e implantação do Plano de Desenvolvimento Institucional e a 3ª comissão desenvolverá as diretrizes do Prêmio Faculdade Franco Montoro.

Foi aprovado a participação da Faculdade no projeto de extensão em parceria com a ONG UNIVIDAS para um trabalho voluntário na maior comunidade indígena do mundo no Mato Grosso do Sul na cidade de Dourados.

O CAS determinou que fossem revistas as cessões de Bolsa de Estudo propondo inclusive nova minuta de Lei Municipal e suspendeu o desconto de pontualidade de 30% já a partir do 2º semestre letivo de 2017, uma vez que o próprio Conselho aprovou em 2014 o desconto como proposta de incentivar o ingresso de alunos na Instituição, permanecendo os descontos de 20% para o 5º dia útil e 10% até o 10º dia útil. Os membros do CAS lembraram que ainda que as mensalidades da Franco Montoro continuam inferiores as universidades e faculdades da região.

As medidas serão levadas ao Conselho Administrativo e Financeiro da Fundação Educacional Guaçuana, mantenedora da Franco Montoro.